Notícias

BOLETIM DA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DE PIQUIÁ DE BAIXO
Telhando a 312ª casa do reassentamento da comunidade do Piquiá de Baixo. Foto: Flávio Schmidt

Moradores do Bairro Piquiá Baixo em Açailândia, lutam por saúde e moradia desde 2005, parte da reivindicação está mais próxima de ser atendida com a aproximação da entrega do novo bairro, o Piquiá da Conquista.

O Pequiá de Baixo é um bairro com mais de 300 famílias, cercado por indústrias de ferro-gusa, uma fábrica de cimento, a Estrada de Ferro Carajás e é também é um bairro atravessado pela BR 222. O bairro existe desde meados dos anos 1960 e as indústrias instalaram-se na década de 1980.

A partir de 2005, os moradores passaram a denunciar os altos índices de poluição, que afetam também o bairro vizinho Pequiá de Cima, localidade com milhares de moradores.

Nesta última sexta-feira (09), a casa 312 foi coberta, ou seja, um marco histórico na obra e muito importante para luta pelo reassentamento. A luta de Piquia de Baixo avança, todas as casas estão cobertas!

Veja abaixo o vídeo da última casa sendo telhada;

A Associação Comunitária dos Moradores de Piquiá Baixo (ACMP), elaborou um boletim informativo para atualizar a população do bairro sobre o processo de reassentamento da comunidade. O boletim já está na sua terceira edição e além do público local também é destinado ao Ministério Público, Defensoria Pública, Caixa Econômica Federal e empresas envolvidas nesse processo.

A comunidade localizada na cidade de Açailândia, interior do Maranhão, luta há mais de duas décadas contra a poluição emitida pelo polo siderúrgico instalado no bairro e desde 2007 trava uma batalha para reassentar a comunidade longe da poluição.

Baixe e leia o Boletim número 3

Notícias recentes

Inscreva-se para receber nosso Boletim de notícias